quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Por Você... - Capitulo 07





Ficha Técnica 

Titulo: Por Você...

Subtitulo: (Sem subtitulo) 
Autor: Aldo Andrade 
Capítulos ao todo: Em andamento 
Status: Em andamento
Ano: 2013 
Tema: Romance








Este conto é inadequado para menores de 18 anos
Contem romance homossexual, insinuação sexual e violência.



Parte II

A partir daqui a historia é narrada por Lucas Amell

Antes...


Ele pôs a mão direita no meu ombro. Sorriu levemente e foi para o quarto de Damon. Foi difícil ter me controlado daquela forma, eu estava com ciúmes e com raiva. Era obvio que era ele que havia se declarado. Eu estava com ciúmes por ele ser tão próximo e obviamente amá-lo e com raiva por fazê-lo sofrer e se sentir culpado. Foi então que vi meus pais e esses sentimentos foram colocados em um canto.


Depois...


Apesar de ser um Amell eu não era como a maioria dos riquinhos adolescentes. Magie Amell – minha mãe – possui cabelos loiros em cachos, seus olhos azuis eram ternos, mas severos e irredutíveis. Robbie Amell – meu pai – tem cabelos negros grisalhos, seus olhos eram castanhos, sempre teve um bom humor, mas era rígido.
Para minha mãe “uma namorada” para um de seus filhos deveria ter dois requisitos: ser de uma boa família e ter uma ótima educação.
Há alguns anos eu a desafiei, mas de alguma forma ela deixou essa passar, talvez meu pai tenha acalmado os ânimos já que ela não gostava do fato de ir contra a lei natural da natureza. Meu pai não era contra, mas também não era a favor, ele tem uma apatia com todo o caos que minha mãe fazia.
Ainda estavam vivas duas perguntas que minha mãe havia feito ao me perguntar sobre Damon.
– Onde ele estuda? Elite? Sigma?
– Onde acha que eu estudo?
Então a família tem maravilhosas condições.
– Ele sem sombra de duvidas é incrível e ele é bolsista e estuda lá por mérito dele, além de ser um dos melhores alunos.
– Ah... Claro. E sua família eu a conheço?
– Creio que o pai dele não freqüenta o Country Club.
– Eu já imaginava. Inferiores.
E aquilo me magoara muito, mas sei que ela só quer o melhor para mim. Os Simons não eram como ela pensava e eu odiava não poder mudar sua visão do mundo.
– O que fazem aqui?
– Você tem que tomar um banho filho. – disse-me Magie.
– Dormir e comer. – completou meu pai.
– Eu estou bem.
– Filho eu sei que você gosta muito “dele” e esta preocupado, mas eu e seu pai também estamos. Com você.
– O que esta querendo dizer com isso?
– Que ele não faz bem a você Lucas.
– Magie. – meu pai a olhou repudiando tal ato.
– Robbie você vai deixar nosso filho arruinar a sua vida por um garoto doente aponto da morte e... Inferior e isso não é normal ele é homem.
Eu estava a ponto de explodir quando Marcus – meu irmão mais velho – se aproximou. Ele era mais alto do que eu ele tem cabelos negros e lisos, seus olhos era verdes e sua pele era bronzeada.
– Mãe se acalme.
– Como vou? Seu irmão quer me matar de desgosto.
– Não seja melodramática Magie, deixe-o em paz. – disse Marcus.
– Robbie?! – disse minha mãe ultrajada.
– Você sempre exagera, cria uma tempestade em uma noite de verão Magie.
–Eu não acredito no que estou ouvindo, meu próprio marido!
– Papai leve a mamãe e a faça se acalmar eu tomo conta de Lucas.
– Vamos Magie. – papai a puxou.
– Mas Robbie...
– Depois querida...
Meu pai olhou para traz e deu um leve sorriso de desculpa pelo o ocorrido, eu sei que ele achou totalmente desnecessário e às vezes era complicado entender toda complexidade do Sr. Amell. Marcus me olhou e me senti como uma criança de quatro anos que precisa da ajuda do irmão mais velho para se defender.
– Você sempre foi esquentado, puxou a mamãe. – concluiu ele.
– Não. Mamãe é a única que me tira do serio.
– Eu sei. Ela fez o mesmo escândalo quando me casei com Alice, ainda posso ver a indignação e o desgosto no rosto dela às vezes, mas ela supera, ela sempre supera ou pelo menos aprender a conviver.
– Pensei que estivesse na Carolina do Norte. O que faz aqui?
– Papai me ligou. – ele deu de ombros.
– Alice veio?
– Não. Alice foi divulgar seu novo livro, ela queria esta aqui, mas lembrei que divulgar o seu trabalho era melhor do que enfrentar Magie Amell.
Rimos.
– Então o que você fez?
– O de sempre – ri sarcasticamente – namoro um cara...
– E...
– Ele esta... Morrendo. – a ultima palavra soou como um sussurro.
Marcus me olhava cautelosamente, ele colocou a mão no meu ombro e riu levemente, me reconfortando.

Aldo Andrade © 2013
Proibida reprodução total ou parcial desse conteúdo em mídias impressas, digitais, seja áudio ou visual sem autorização do autor sob pena criminal e civil.
Todos os direitos reservados.

Este conto é uma Fanfic baseada no romance Folhas ao Vento © 2012.

Reprodução de conteúdo concedida pelo autor a
Rutta to Kodama Project © 2012 - 2013

Aldo Andrade
Aldo Andrade

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não é permitido comentários ofensivos.
Não use palavras de baixo calão.
Todos os comentários passam por moderação.
Não consegue baixar o manga? Comente em Links Quebrados.
Faça reclamações e sugestões!

Não recebemos reclamações de outros blogs e sites decorrente ha algum problema nas postagens do nosso site. Por favor mande um e-mail para ruttatokodama@gmail.com

Agradecemos todos os comentários e amamos vocês seus pervs *-*